Guia completo para cultivar rúcula: do plantio à sua mesa

Você já experimentou rúcula? Talvez em uma salada, ou como acompanhamento de alguma carne?

A rúcula é uma hortaliça folhosa, verde-escura que teve origem na região Mediterrânea, tem desenvolvimento rápido, ciclo curto e diversas variedades, além de um sabor único, levemente amargo e aroma característico.

É muito conhecida por possuir vitaminas A, C e K além de cálcio, ferro, fósforo, magnésio e potássio, o que contribui com a saúde cardíaca e ajuda a combater diversas doenças.

Veja nesse artigo o guia completo para cultivar rúcula, desde seu plantio à sua mesa

Principais tipos de rúcula.

São vários os tipos de rúculas que você pode achar no supermercado, em uma horta ou na feira, cada folha varia de largura, grossura e cor.

Sendo as mais conhecidas a Rúcula Gigante de Folha Larga, que assim como o nome já diz tem uma folha larga e pode ser cultivada o ano todo e a que é cultivada aqui na Brota que é a Rúcula Rokita, que tem uma folha mais curta e recortada e chama atenção por seu aroma e sabor. 

Existe também a Rúcula Antonella, Rúcula Donatella, entre várias outras que variam de formato, tamanho e cores mais e menos esverdeadas. 


Como plantar Rúcula?

A Rúcula, por ser uma folha muito apreciada em saladas, junto à alface, é uma das hortaliças mais plantas em casa.

Você vai precisar de um espaço de mais ou menos 15 cm de largura e 20 cm de altura, para que seja possível colocar as sementes com pelo menos 2 cm de distância uma das outras, pode ser uma jardineira, ou um vaso para fazer um único plantio.

A Rúcula leva em média 8 dias para começar a germinar e a colheita pode ser feita depois de cerca de 30 dias do plantio, para isso é só cortar os talos pela raiz e você já vai poder fazer uma salada. 

Geralmente crescem melhor em temperaturas mais amenas, de 18 graus e preferem um solo úmido, sem estar encharcado, então fique atento a quantidade de água que a plantinha está recebendo. 

Mesmo preferindo temperaturas mais baixas, também é possível plantar em lugares quentes e para algumas espécies é possível plantar ao longo do ano todo, o que pode acontecer são diferenças na textura e sabor das plantinhas, dependendo do clima em que estão. 

Quais as dificuldades em plantar Rúcula?

Um dos principais desafios que a Rúcula apresenta é a necessidade de fazer o desbaste, que é quando muitas folhas crescem juntas, ou então muito próximas uma das outras e acaba sendo necessário retirar algumas folhinhas para que outras possam se desenvolver melhor.

Isso nem sempre acontece, mas pode vir a acontecer, se todas as sementes adicionadas na terra germinarem muito próximas.

Além disso, como dito anteriormente, a Rúcula prefere temperaturas amenas, então o sol muito forte do meio dia pode ser prejudicial para as plantinhas, prefira o sol da manhã ou final de tarde. 

Por último, é preciso colher a Rúcula no momento certo, pois se passar do ponto as suas folhas começam a ficar escuras e a plantinha começa a morrer.

Então com cerca de 30 a 40 dias, tendo um bom desenvolvimento, já deve ser a hora de colher as primeiras folhinhas. 

Concluindo

A Rúcula possui sabor e aroma característicos, um desenvolvimento rápido e ciclos curtos de 30 a 40 dias de desenvolvimento.

É possível plantar em locais pequenos, contanto que se tenha um espaçamento entre as sementes e que o clima possua temperaturas amenas em torno de 18 graus, para um melhor desenvolvimento, mas é possível plantar em temperaturas mais altas. 

Tome cuidado com o sol e colha assim que a plantinha estiver desenvolvida para poder aproveitar uma salada mais saborosa!

Deixe um comentário

Os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados

Feedback