Sales Popup
Surat, Gujarat
6 hours ago

Origem do termo desenvolvimento sustentável

Imagino que hoje em dia para você é comum ouvir, em diferentes meios, sobre sustentabilidade, acertei? 

Isso fica mais forte com a clareza que ganhamos sobre muitos desafios que temos, seja no meio social, no econômico ou no ambiental de toda população. 

Mas nem sempre foi assim, e se pararmos para ver as discussões que envolvem ações concretas para o desenvolvimento sustentável  são um tanto quanto recentes. Você sabe a origem do termo e a história de principais ações que foram mundialmente englobadas?

Então confira aqui com a gente!

Conceito remoto de sustentabilidade

Estima-se que os povos anglo-saxões trouxeram as primeiras discussões em temas que conhecemos hoje como sustentabilidade ainda no século XVI, isso em torno principal do uso racional das florestas. Já no século XVIII, essa preocupação ficou um pouco mais latente, já que o trabalho na mesma região deu lugar à grande escala da mineração, que demandava um maior uso do carvão vegetal.

Sustentabilidade para cuidar do crescimento

A preocupação com a sustentabilidade das florestas foi se tornando tão forte que a ciência foi desenvolvendo estudos iniciais para esses plantios e acompanhamentos, que foram crescendo até darem origem à grupos de estudo, como o Clube de Roma, criado, em 1970, o qual publicou um relatório sobre “Os limites do crescimento” que levou discussões para os meios científicos, nas empresas e na sociedade.

Com esse relatório, a noção de sustentabilidade se transformou da premissa de ser um bem apenas para o crescimento econômico, para ser um bem por si só, trazendo grandes vantagens à população.

Início de ações para sustentabilidade

A ONU se aproximou do tema em 1972 a partir da “Primeira Conferência Mundial sobre o Homem e o Meio Ambiente”, em Estocolmo. Os resultados não foram muito grandes, mas surgiu o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA).

O termo desenvolvimento sustentável apareceu pela primeira vez em 1987 no chamado  Relatório Brundtland, elaborado pela Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento pertencente à ONU.

Desde então, a sustentabilidade ganha destaque em grandes reuniões que visam debater temas sociais e econômicos em escala mundial, como a Conferência das Nações Unidas Sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (Rio-92) e a Conferência das Nações Unidas Sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20).

O desenvolvimento sustentável parte do entendimento da forma que a humanidade vem utilizando-se dos recursos naturais e dos ecossistemas terrestres, é prejudicial e potencializa problemas de ordem ambiental, econômica e social. 

Para dar o primeiro passo ao desenvolvimento sustentável, é importante não só o reconhecimento, mas também o planejamento também é fundamental para usar os recursos naturais finitos de forma sustentável em toda sociedade. 

Conheça os três pilares do desenvolvimento sustentável.

Com esses fatores, é extremamente importante que individualmente também façamos nossas escolhas do dia a dia. Precisamos transformar o consumo em uma maneira mais consciente que traz o equilíbrio para a conta de forma principal.

Na Brota, acreditamos que a sustentabilidade é uma forma de tornar os impactos causados pela produção e consumo os menores possíveis.

Para isso não basta ações pontuais, é necessário que toda estratégia esteja voltada a levar ações constantes e concretas em todas etapas e ainda sim, entregar uma experiência prática de plantio e alimentação surpreendente e sustentável aos nossos clientes. 

Já conferiu? Clique aqui para conhecer mais

Deixe um comentário

Os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados