Sales Popup
Surat, Gujarat
6 hours ago

Quais as vantagens de ter iluminação artificial na horta?

Vivemos em menores espaços que no século passado, isso já sabemos, certo?

Nos centros urbanos os apartamentos são menores e por todos os prédios à nossa volta, acabamos não tendo muito contato com um fator fundamental para a vida: a luz solar.

Para o ser humano, ela nos fornece a vitamina D, muito importante para a saúde óssea e bastante influente no nosso crescimento.

Para as plantas, a luz solar permite a fotossíntese, que dá energia para a verdinha crescer firme e forte.

Porém, com o avanço da ciência, desenvolvemos luzes artificias de led que simulam a luz solar e podem até ser mais eficientes: a luz artificial fica ligado o período que quisermos, tem a intensidade constante ao longo dos dias e podemos alterar suas características conforme a planta demandar.

Então se hoje o sol não apareceu ou você gostaria de deixar suas plantas dentro do apartamento - naquele cantinho da sala escura ou na sua cozinha -, esse artigo vai te mostrar qual a vantagem de ter uma iluminação artificial para sua horta.

O que é iluminação artificial para horta

A iluminação artificial para hortas é uma forma de permitir cultivar plantas em qualquer lugar, além de te dar mais autonomia na hora de posicionar as suas plantas dentro de casa e ter ótimos resultados de crescimento das plantas.

É um movimento crescente dos últimos anos projetos paisagísticos que integrem as plantas, a iluminação artificial e as construções urbanas. 

Bons exemplos são o Agora Garden em Taipé, Taiwan, projetado pelo escritório do arquiteto francês Vincent Callebaut e conta com 23 mil árvores e mudas. Ou até mesmo o Bosco Verticale em Milão, Itália,  duas torres residenciais projetadas pelo arquiteto Stefano Boeri estão recobertas por plantas que equivalem a cinco acres de floresta.

Condomínio cheio de plantas

Agora, a tendência é esse movimento passar a ocupar espaços mais residenciais, como nossa própria casa. 

Casado a isso, o cultivo de alimentos indoor ganha destaque na busca por rotinas com maior saudabilidade, já que a interação com a produção do que comemos trás mais consciência e melhora a qualidade do nosso prato.

Dessa forma, vale pensar sobre ter sua própria horta urbana, com a ajuda de uma luz artificial. Segue abaixo suas principais vantagens.

Hortas demandam muita energia

Conseguimos nos deparar com plantas em lugares inusitados ao visitar shoppings e prédios comerciais.

Algumas espécies são bem resistentes a baixa luminosidade, umidade do ar e temperatura baixa que o ar condicionado causa e tempo entre irrigações.

Contudo, as plantas da horta são, em grande parte, mais exigentes, principalmente se tratando de plantas que dão flores e frutos comestíveis.
Para um tomatinho produzir seu fruto, a iluminação e o substrato tem que estar em comum acordo para dar a energia necessária que o pé de tomate demanda para frutificar.

Assim, acertar essa medida de energia e ter essa previsibilidade em uma horta de apartamento é mais certeiro com uma luz artificial.

Características da luz definidas conforme a necessidade da horta

Uma boa luz artificial vai ser bem adaptada para o que cada uma das plantinhas sobre seus raios demanda.

Para o crescimento de plantas, temos dois principais comprimentos de onda: o azul e o vermelho.

O azul é mais relacionado com o ganho de altura da planta, enquanto o vermelho permite o maior desenvolvimento da massa foliar.

Por isso é comum ver luzes artificiais da cor rosa, por ter predominantemente esses dois comprimentos de onda.

Mas vale o alerta: as plantinhas também utilizam os demais comprimentos de onda, até o comprimento de onda verde que elas refletem em sua maioria para dar sua cor é utilizado em funções do seu organismo.

Assim, quando for escolher uma luz artificial para sua casa, o ideal é balancear a eficiência do led versus ornamentação com o seu espaço arquitetônico. 

Existem diversas boas opções de luz artificial que são das cores das luzes que estamos acostumados a ter em casa, mais amarelada e que passa um ar de conforto.

A luz solar também possui o comprimento de onda que as plantas mais demandam para fazer fotossíntese, mas em dias nublados ou dependendo do que o raio de luz encontra até chegar a sua horta, terão muitas variações de resultado, o que torna a luz artificial mais eficiente, principalmente nos centros urbanos.

A previsibilidade de energia: como esse fator acelera o crescimento das plantas

A primeira coisa que fazemos, relacionado a alimentação,  para melhorar nosso condicionamento físico é regrar a dieta junto a um nutricionista.

Fazemos isso, entre outros fatores, para poder acostumar o nosso organismo com a quantidade de energia ingerida, assim ele poderá regular melhor suas funções.

A dieta para o ser humano é uma analogia fiel à luz artificial para as plantas. É através da luz artificial, a partir do processo de fotossíntese, que as plantas fazem suas funções vitais de crescimento.

Com uma maior previsibilidade da energia que está por vir a cada dia, a planta consegue regular suas atividades para otimizar o seu desenvolvimento, como armazenamento de água e transporte de nutrientes.

Uma boa luz artificial otimiza essa previsibilidade tendo alguns fatores:

  • Fotoperíodo definido: as plantas também precisam de uma fase escura - onde elas não estão fazendo fotossíntese -, assim como precisamos dormir, para seu melhor crescimento. Assim, uma boa luz artificial vem acompanhada de um timer com fase clara e escura.
  • Espectro de luz otimizado: testada muitas vezes com diferentes espécies que compõem uma horta para ter a melhor combinação dos comprimentos de onda.

Coloque em qualquer lugar e gere momentos sociais marcantes

A autonomia que uma luz artificial te dá é libertadora. Você passa a usar sua horta como uma peça de decoração, não mais na varanda ou no parapeito da janela.

Ela agora pode ocupar o centro da sala e tornar o design da sua casa mais vivo.

O conceito Plantscaping é usado no design de interiores para projetos que façam o uso de plantas na harmonização de um espaço urbano interno. 

Plantas podem delimitar espaços de descanso quando mais volumosas, podem ser pontos focais quando mais altas e podem ocupar espaços de maior socialização, quando mais vistosas.

Agora, imagine desenvolver sua cozinha americana com sua horta iluminada por uma luz artificial que orne com a sua sala pensada para receber amigos e familiares nos jantares de sexta a noite.

Nesse momento, sua horta passa a ser, além de funcional para compor o seu risoto de alho poró, um ponto de interação das suas visitas com a comida da noite, gerando momentos únicos.

Como escolher a minha iluminação artificial

Agora resta escolher, qual iluminação artificial comprar para sua horta?

Primeiro de tudo, dê preferência para as LED’s, por além de serem mais fáceis de se encontrar variedades, consomem pouca energia. 

Partindo desse ponto, você pode seguir de duas formas:

  • Comprando diferentes led’s disponíveis no mercado e testando, em um modelo DIY (faça você mesmo);
  • Pesquisando as demandas energéticas para as plantinhas que mais cultiva na sua horta e buscando led’s mais próximos no Brasil ou, mais provável de se encontrar, vindos da China;

Além desses, você pode procurar por soluções mais completas e desenvolvidas no território nacional, que é o caso da b.box led.

Além da led e todas suas vantagens citadas, você também tem a garantia de um cardápio de dezenas de espécies testadas no modelo Brota, substrato com a quantidade certa de oxigenação e nutrientes e irrigação controlada que dura por 25 dias sem precisar se preocupar.

Vale falar que a sua germinação é garantida pela Brota, independente do motivo, nosso suporte estará disponível para garantir o sucesso da sua b.box led.

Por fim, independente do que escolher, saiba que o desenvolvimento de hortas nos centros urbanos fará parte do nosso cotidiano, e o seu melhor aproveitamento se dá através das luzes artificiais.

Deixe um comentário

Os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados